top of page

O teatro no 8º ano

A experiência da turma de 2022

por Marlene Cunha, professora de classe do 8º ano de 2022



O teatro do oitavo ano é um dos momentos mais esperados ao longo dos oito anos do Ensino Fundamental de uma escola Waldorf. Mais do que o espetáculo, este momento é o reflexo de um longo caminho de formação destes alunos. O encontro de habilidades e talentos que desenvolveram e descobriram em si.


Os dramas vividos e encenados em um teatro de oitavo ano levam os alunos a se preparar para suas questões existenciais, o encontro com seu próprio drama, aquele que começará a rodeá-lo a partir do desenvolvimento de sua identidade, o próximo passo Ensino Médio. Coragem para sair de si próprio e entrar totalmente em uma nova roupa, deixar sua vida e encarnar outra realidade.


Tudo aquilo a que a educação do segundo setênio se propõe, a educação para a vida social, agora no teatro pode ser vivenciada em plenitude. A história é como uma tapeçaria, com todas suas cores e formas, que precisa ser tecida e quando chega ao ponto desejado, acontece algo muito mágico. O teatro tem a virtude de revelar o que pulsa em nossa vida, o que é mais sagrado, o que fica escondido no interior de cada um.


Fazer o encerramento desta turma, com a qual compartilhei e recebi muitas dádivas durante oitos anos foi algo esplêndido. Viva a arte do Encontro!


Sobre a escolha da peça


Alguns fatores levaram à escolha da peça O doente imaginário, do dramaturgo francês Molière, e isso envolveu a conciliação entre os resultados das leituras compartilhadas de textos teatrais no sétimo ano e certas experimentações e reflexões importantes para meninos e meninas desta fase escolar.


No sétimo ano, os alunos leram algumas peças de teatro. Nas rodas de conversas sobre os livros, de forma criativa, alguns deles encenaram trechos dessas peças. Foi muito divertido, em um desses exercícios de encenação, ver uma das alunas representando a personagem Toinette, agindo de forma intensa e corajosa ao enfrentar seu patrão, Argan, personagem principal de O doente imaginário. Essa experimentação dramática juntamente com o humor e a linguagem formal da peça foram alguns dos elementos que influenciaram a escolha desta comédia de costumes, a qual levaria, ainda, os alunos ao encontro do figurino de moradores de um lar francês do século XVII, o que significa um mergulho na fantasia, algo muito importante para essa faixa etária.


O enredo completa a justificativa para a escolha desta peça: Argan é um hipocondríaco que sente como real dores imaginárias. O bom humor - marca da idade e da constelação deste oitavo ano de 2022 - com que isso é tratado contribui para a reflexão, direta ou indireta, do adolescente sobre as próprias dores físicas e emocionais e sobre o espaço de realidade e de fantasia ocupado por elas. Encerra esse conjunto de fatores as mensagens surgidas com o desenrolar da história cujos valores estão apoiados no amor e na verdade, princípios fundamentais para o alimento da alma desses jovens.



O doente imaginário, de Molière


O oitavo ano de 2022, fez as apresentações do teatro, entre os dias 27 e 29 de outubro à noite; no dia 31, uma apresentação pela manhã para os Guayis e alunos do 8º ano do Colégio Micael, e dia 04/11 na Horizonte Azul.


Foi um trabalho que iniciou com as oficinas teatrais com o diretor Djair Guilherme e paralelamente com as práticas de leitura os alunos foram acordando a obra em sala de aula com a professora de classe Marlene Cunha. Em maio e junho, improvisaram algumas cenas e foram para as férias com a meta de decorarem a fala dos seus personagens. A partir do segundo semestre, os alunos começaram a ter aulas de teatro, criação de figurinos, composição musical, produção do cenário, preparo vocal e, por fim, dança. Os alunos tiveram muita paciência e perseverança para lidar com as intempéries durante o processo, assim como nos imprevistos nas apresentações.



As famílias do oitavo ano ajudaram muito através de mutirões, comissões de produção, eventos, gráfica, figurino e palco. Os alunos trabalharam arduamente nas vendas das gostosuras para arcar com os custos do teatro. Preparam um jantar de finalização maravilhoso, estava tudo lindo, gostoso e repleto de carinho.


Gratidão a todas as pessoas que de alguma maneira, direta ou indiretamente, contribuíram e participaram do processo do teatro, assim como na formação destes alunos durante estes oito anos.


Queridos alunos da Trupe dos Doze, parabéns! Vocês são incríveis e me sinto muito honrada de ser sua professora.


Assista à peça "O Doente Imaginário".


8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page